Comunicado

uniaosecretariado

Estamos na oitava semana da pandemia do Covid-19, prestes a entrar na nona e a caminhar para o fim da vig√™ncia do terceiro Estado de Emerg√™ncia. Sem preju√≠zo do tempo decorrido os problemas com que as Institui√ß√Ķes se debatem no combate ao Covid-19 e na prote√ß√£o dos seus utentes persistem. Apesar de volvidas estas semanas, e das declara√ß√Ķes p√ļblicas efectuadas, a realidade √© que ainda n√£o foram realizados quaisquer testes de despistagem a utentes e funcion√°rios das Institui√ß√Ķes de Solidariedade Social. Os testes realizados foram-no para confirmarem suspeitas em utentes ou funcion√°rios. Igualmente, apesar de profusamente divulgada a exist√™ncias de infraestruturas para hospitais de retaguarda. Nenhum doente com Covid-19 foi acolhido em qualquer dos equipamentos divulgados.

A concretiza√ß√£o destas duas medidas revela-se da maior import√Ęncia para o combate √† dissemina√ß√£o da infec√ß√£o, nomeadamente entre a popula√ß√£o idosa com comorbilidades e institucionalizada.

Os Estabelecimentos Residenciais Para Pessoas Idosas (ERPI), vulgo lares, s√£o estabelecimento residenciais, n√£o unidades de sa√ļde, n√£o possuindo condi√ß√Ķes para tratamento a este n√≠vel, nomeadamente isolamentos, recursos m√©dicos , enfermagem e auxiliares de ac√ß√£o m√©dica 24 horas por dia. Igualmente, n√£o disp√Ķe as Institui√ß√Ķes Equipamentos de Prote√ß√£o Individual para tratarem de utentes com Covid-19, colocando em risco os seus funcion√°rios e por consequ√™ncia as suas fam√≠lias. As ERPI n√£o s√£o os locais onde devem permanecer os utentes com Covid-19, devendo ser retirados para outros espa√ßos, nomeadamente hospitais de retaguarda, como constatamos noutras regi√Ķes do pa√≠s.

Urge fazer os testes de despistagem do COVID-19 a todos os utentes e funcion√°rios das ERPI e Estabelecimentos Residenciais para Deficientes no Alto Minho. Verificamos que em v√°rias regi√Ķes do pa√≠s esta medida foi executada, nomeadamente no centro e sul do continente.

Considerando que apesar das solicita√ß√Ķes que t√™m sido realizadas ainda n√£o foram executadas a√ß√Ķes concretas, nomeadamente como as que aqui defendemos, vimos apelar √†s Institui√ß√Ķes que sobre esta mat√©ria t√™m que decidir que executem estas duas medidas, nomeadamente os testes de despistagem e o hospital de retaguarda, contribuindo assim de forma decisiva para o combate √† dissemina√ß√£o da infec√ß√£o do COVID-19.

As Misericórdias do Alto Minho, 24 de Abril de 2020.

Arcos de Valdevez, Caminha, Monção, Paredes de Coura, Viana do Castelo, Ponte da Barca, Ponte de Lima, Valença e Vila Nova de Cerveira.

Informação

SantaCasaPequeno

A Santa Casa da Miseric√≥rdia de Arcos de Valdevez informa que ap√≥s a comunica√ß√£o do Hospital de Viana do Castelo que um dos utentes do Lar Vilagera√ß√Ķes para ali transferido tinha efetuado o teste  SARS-CoV-2 (COVID-19), tendo dado positivo, foi decidido realizar o teste a todos os utentes e funcion√°rios do referido Lar.

Foram realizados 61 testes, tendo dado 2 positivos, pelo que foram adotadas as medidas de isolamento previstas no Plano de Conting√™ncia. Os testes efetuados aos funcion√°rios do Lar Vilagera√ß√Ķes deram todos resultados negativos. Dos utentes hospitalizados faleceu uma idosa de 93 anos, estando os restantes a receber cuidados hospitalares. As fam√≠lias foram informadas da situa√ß√£o verificada, assim como dos resultados dos testes que foram realizados.

O Provedor da Santa Casa da Misericórdia de Arcos de Valdevez

Comendador Francisco Rodrigues de Ara√ļjo (Dr.)

Nota de Protesto

SantaCasaPequeno

E-mail remetido ao Sr. Presidente da Rep√ļblica, Governo, Grupos Parlamentares e v√°rias entidades nacionais e regionais sobre o perigo de propaga√ß√£o da pandemia covid-19 com a pretendida coloca√ß√£o de doentes infetados nos lares. 

‚ÄúEx.mos Senhores 

Considerando a publica√ß√£o da Orienta√ß√£o da DGS 09-2020, atualizada em 07-04-2020, vimos colocar √† V/ considera√ß√£o a nossa posi√ß√£o de protesto quanto ao procedimento adotado assim como a implementa√ß√£o que est√° a ser dada ao mesmo. 

N√£o √© aceit√°vel querer impor a Estruturas Residenciais para Idosos o acolhimento de pessoas com teste de Covid-19 positivo. Estas estruturas n√£o possuem condi√ß√Ķes, quer em termos de infraestrutura, quer em termos de recursos t√©cnicos e humanos para darem acompanhamento a um doente com Covid.

A solu√ß√£o que se pretende implementar acarreta riscos enormes para todos os utentes que n√£o est√£o infetados, assim como para os profissionais que trabalham nestas estruturas, tanto mais que n√£o h√° equipamento adequado nem condi√ß√Ķes para a sua correta utiliza√ß√£o como determina a orienta√ß√£o da DGS. 

A maioria das estruturas n√£o tem condi√ß√Ķes f√≠sicas para criar √°reas de isolamento, aumentando-se o risco de cont√°gio, muitos utentes tem dem√™ncia, criando dificuldades mant√™-los numa √°rea confinada. Na verdade n√£o deveriam estar nestas estruturas, mas √© a realidade qua ainda temos.

A implementa√ß√£o da obrigatoriedade de criar nas Estruturas para Idosos √°reas com utentes portadores de Covid representa um perigo de sa√ļde p√ļblica, pondo em risco de infe√ß√£o, e consequentes riscos, outros utentes e profissionais que seriam poupados com a solu√ß√£o de centralizar o acolhimento destes utentes com Covid  numa √°rea dedicada para o efeito em termos distritais. Os mais idosos merecem outro tipo de aten√ß√£o da parte de todos, nomeadamente do sistema de sa√ļde do seu pa√≠s.

Espero a V/ melhor compreens√£o e aten√ß√£o para este grave problema que tem solu√ß√£o, caso haja sensibilidade para isso, solicitando a leitura das raz√Ķes que nos movem que constam da Nota de Protesto que anexamos (Nota de Protesto ler aqui).

Esperamos uma decisão de quem tem responsabilidades com os interesses dos mais idosos e utentes de Estruturas para Idosos, que, no silêncio da sua idade, merecem ser ouvidos.

Com apre√ßo e considera√ß√£o.  

Os subscritores 

Provedor da Santa Casa da Misericórdia de Arcos de Valdevez

Comendador Francisco Rodrigues de Ara√ļjo (Dr.) 

Médicos da Instituição

Dr. Belmira Reis OM 25712

Dr. José António OM 57184

Enf. Chefe dos Serviço da Santa Casa da Misericórdia de Arcos de Valdevez

Enf. V√Ęnia Afonso OE 42839‚ÄĚ

Santa Casa da Misericórdia

de Arcos de Valdevez

Complexo Vilagerações

Santa Casa da Misericórdia de Arcos de Valdevez

Rua Comendador Dr. Francisco Rodrigues de Araújo, nº 146

4970-600 Arcos de Valdevez

Tel: 258 510 110

Fax: 258 510 119

Email: geral@scmav.pt

Please publish modules in offcanvas position.